quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Fator Estranho

Eu disse no post “Strange Omission” que a “falta de oração é a doença principal da igreja” – “prayerlessness is the Church’s major malady”.

No meu post de hoje eu vou falar de uma outra doença da Igreja, um “Fator Estranho” que encontramos escondido no livro dos Atos dos Apóstolos e em toda a história da Igreja.

Os cristãos pensam que Atos dos Apóstolos relata a obediência dos primeiros cristãos à Grande Comissão. Mas, estará isto certo?

Pode soar-nos estranho, mas a mensagem principal do livro de Atos (embora nós não a vemos diretamente porque se encontra como que escondida) é que os primeiros cristãos foram muito relutantes em pregar o Evangelho para além das fronteiras do judaísmo.

Um olhar mais profundo ao livro dos Atos mostra que se não tivesse havido a “grande perseguição” em Jerusalem, os cristãos provavelmente teriam permanecido indefinidamente em Jerusalém Atos 8:1

Desta forma, vemos que relutância no livro dos Atos dos Apóstolos, é o tal `Fator Estranho”, uma mensagem escondida neste Livro.

Paulo fala em Romanos 16:25-26 sobre o mistério revelado, mantido secreto desde que o mundo começou, que é o Evangelho que iria ser pregado a todas as nações. Isto estava no coração da sua chamada, como Deus disse a Ananias: Atos 9:15: “Este homem (Paulo) é meu instrumento escolhido para levar o meu nome aos gentios”

Mas, será que isto estava no coração dos cristãos judaicos, igualmente chamado Cristãos Hebreus?

Não, pois o livro de Atos revela que os judeus foram muito relutantes em pregar o evangelho aos gentios.

Mesmo o Apóstolo Pedro foi muito relutante em associar-se com os gentios. Por isso Deus deu-lhe aquela visão e disse-lhe: “Levanta-te Pedro. Mata e come. Mas, Pedro respondeu: “nunca comi qualquer coisa impura”. Então, quando Pedro estava querendo conhecer o significado da visão, os homens enviados por Cornélio, pararam à sua porta.” Atos 10:12-23.

Pedro teve que receber aquela visão para aceitar ir à casa de Cornélio o gentio e pregar o Evangelho a ele e a toda a sua família Atos 10:24-48.

Mas, não era apenas os primeiros cristãos que mostraram relutância, pois toda a igreja de Cristo durante a sua história na terra mostrou sempre muito relutância em obedecer à ordem da Grande Comissão.

“Senta-te, jovem”! Quando Deus quiser converter os pagãos, Ele fará sem você e eu!” John C. Ryland, um pastor batista, disse isto em 1780 ao jovem homem William Carey.

Sabe porque razão este pastor estava ofendido com o William? Porque William Carey tinha sugerido que a Grande Comissão, a ordem de Cristo de pregar o Evangelho até aos confins da terra, foi ignorada não apenas nos Atos dos Apóstolos, mas igualmente em cada geração de cristãos durante a história da Igreja.

Temos nós relutância em ir pregar o Evangelho aos amigos, vizinhos, familiares e colegas que vivem em nossos bairros e cidades e às pessoas que vivem distante, noutros países e continentes?

O irmão (ã) falou hoje ou durante esta semana com alguém acerca de Cristo?

Já considerou sair da sua "Zona de Conforto" e ir fazer alguma coisa para Cristo, no exterior, mesmo que seja apenas a curto termo, ou o irmão (ã) só atravessa as fronteiras para ir de férias?

Nós precisamos de orar mais, ter boas reuniões, um ensino muito sólido e trabalhar com todas as classes etárias e sociais nas nossas comunidades, mas não podemos esquecer a nossa tarefa primordial que é ir pregar o Evangelho completo e isto inclui a pregação do amor de Deus, a morte e a ressurreição de Cristo, a vida eterna, a 2ª vinda de Cristo, sem esquecer a pregação sobre o pecado e o inferno:

Em Jerusalem (evangelismo 1).

Na Judeia e Samaria (evangelismo 2).

Até aos Confins da terra (evangelismo 3 que é o evangelismo transcultural).

Nós vemos nas três parábolas em Mateus 21:28 a 22:14, que Jesus ensinou sobre Deus tirar o Seu Reino a uns e dar a outros.

Na segunda parábola “a parábola dos lavradores maus”, Jesus disse: “Portanto, eu vos digo que o Reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos”.

Estamos nós produzindo frutos, ou já caímos na apatia das Igrejas que estão desenvolvendo áreas sociais e antropológicas (e isto é bom), mas ignorando a Grande Comissão de Cristo?

Onde vemos também muitas igrejas dizer: “Venham à nossa Igreja, nós temos os melhores cultos de louvor dentro da nossa comunidade” em vez de dizerem “Ide pregai o Evangelho a toda a criatura”?

A nossa desobediência não vai travar os planos de Deus - os Seus desígnios eternos; mas se formos desobedientes, Deus dará a tarefa a outros, mas nós perderemos qualquer coisa!

Nós perderemos pela nossa desobediência à Grande Comissão, mas se pensarmos que não perdemos nada, então porque estou eu preocupado em publicar este post?


Já visitou o site de GLOBAL outreach day? Senão visite-o em baixo:



Sem comentários: