terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Homossexualismo - paixões confusas!

Se dominar a língua inglesa e quiser ler um estudo mais completo pode ir ao meu blog na língua inglesa e consultar  o post Understanding Homosexuality.

http://viriatomartins-religionphilosophy.blogspot.co.uk/2011/08/understanding-homosexuality.html

I. Introdução

A Bíblia reprova o homossexualismo.
Tirei o parágrafo que se segue em baixo de um site que encontrei na internet:

"O caminho para o amor pode estar em qualquer lado, e optar por um relacionamento com alguém do mesmo sexo é uma decisão individual, que as restantes pessoas devem "aceitar e respeitar" sem críticas ou comentários menos dignos. Este sim, é o verdadeiro progresso para a nossa condição social e para a evolução da humanidade".

Mas a questão não é assim tão simples, pois o quê que significa este "aceitar e respeitar" o homossexualismo

Significa que eu já não posso "discordar" com este relacionamento sexual? 

Ou significa que eu perco o direito à livre expressão de defender a minha opinião e dizer que o homossexualismo segundo a natureza é um relacionamento errado, pois é contre nature e sendo eu cristão, manter o meu direito de ensinar o que a Bíblia diz sobre este relacionamento?

Se é isto que significa "aceitar e respeitar" então eu não estou de acordo. 

Eu estou de acordo sim, que nesta matéria, assim como em muitas outras, nós tenhamos o direito de "concordar" ou "discordar", especialmente quando lidamos com este assunto do ponto vista cívico, não faltando o respeito aos nossos opositores e sem que ninguém tenha que ser levado a um tribunal, por causa do seu ponto de vista.

Desta forma, tendo o direito "de discordar" com o homossexualismo e querendo o bem das pessoas que estão em risco de cair nesse relacionamento que eu acho errado, e merecendo o respeito do lado opositor, eu gostaria de manter a liberdade de poder expressar a minha opinião sobre o mesmo. 

Mas, devo dizer desde já, que a minha intenção não é fazer críticas e comentários ofensivos e menos dignos aos indivíduos, mas simplesmente falar neste estudo sobre o homossexualismo do ponto de vista bíblico, ou seja, procurar dar um esclarecimento baseado na Palavra de Deus. 


I I. O que diz o Antigo Testamento

De acordo com o primeiro livro da Bíblia, o livro de Gênesis, já vemos a prática do homossexualismo  nos capítulo 18 e 19 de Gênesis, onde lemos sobre a destruição das cidades Sodoma e Gomorra, devido ao pecado destas cidades ter-se agravado muito, incluindo a prática do homossexualismo.

No capítulo 19 de Gênesis, Ló recebe dois anjos em sua casa, tendo insistido para que estes entrassem e não ficassem do lado de fora da cidade, os homens da cidade chamada Sodoma, desde os mais moços até os mais velhos, de todos os bairros da cidade de Sodoma foram até a casa de Ló, e veja o que eles disseram:

Gn. 19.5- "E chamaram Lo e disseram-lhe: Onde estão os varões que a ti vieram nesta noite? Traze-os para fora a nós para que os conheçamos".

Note que deixei em negrito o verbo "conheçamos" devido o fato deste verbo em Gn. 9.5 ser o mesmo que "ter relaçoes sexuais", ou seja os homens de Sodoma queriam ter relações sexuais com os anjos que estavam na casa de Ló.  Não posso afirmar aqui que os homens de Sodoma sabiam que eram anjos, mas fica claro que eles sendo varões queriam ter relações sexuais com os "varões" hospedados na casa de Ló.

Se assim não fosse, Ló (ou Loth) não teria pleiteado com eles para não fazerem mal aos varões e em vez de ter deixado os varões sairem para fora, não lhes teria dito 19:8: "eis aqui, duas filhas tenho, que nunca conheceram varão; fora vo-las trarei, e fareis delas como bom for a vossos olhos; somente nada façais a estes varões".

Com varão te não deitarás...
Podemos ver então que nestas cidades Sodoma e Gomorra que estavam prestes a ser destruída por Deus, já havia a prática homossexual e Deus por sua vez não se agradava da mesma.

Outro texto que fala acerca de Homesexualismo é Levítico capítulo 18:22, onde Deus condena uma série de uniões abomináveis. "Com varão te não deitarás como se fosse mulher: abominação é". 

Vemos então que esta relação entre pessoas do mesmo sexo, é vista por Deus como algo abominável, ou seja, repugnante, repugnar é o mesmo que causar aversão, sentir nojo, abominar é o mesmo que odiar. A religião cananéia e dos outros povos a volta era adepta desta prática, e Deus quis instruir o povo de Israel para não seguir tal prática.                         


I I I. O que diz o Novo Testamento

Vamos agora ver o que diz o Novo Testamento sobre o homossexualismo. Romanos 1:26-32 é um texto extremamente forte relativo a este assunto:

"26- Pelo que Deus os abondonou as paixões infames. Por que até as suas mulheres usaram o uso natural, no contrário à natureza. 27- E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade de uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. 28- E, como eles se não importaram de ter conhecimento de Deus, Assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convém; 29- Estando cheios de toda iniquidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; 30- sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, prsunçosos, inventores de males, desobediêntes ao pai e a mãe; 31- nécios, infiéis no contrato, sem afeição natural, irreconsiliáveis, sem misericórdia; 32- os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte o que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consetem aos que as fazem".


Eis que estou à porta...
Neste texto, a Bíblia fala tanto do lesbianismo como também do homossexualismo, e o que é interessante neste texto é que além de estar notório que a prática homossexual é pecado, o mesmo texto deixa claro que isto trata-se de um castigo de Deus.

Observe o versículo 1:28- "E, como eles se não importaram de ter conhecimento de Deus, Assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convém".

Para terminar esta secção podemos ler um outro texto bíblico onde fala deste assunto I Coríntios 6:10: "Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis, nem imorais, nem idólatras, nem os efeminados e sodomitas (homossexuais passivos ou ativos) ... herdarão o reino de Deus".

Os argumentos citados na I I. Secção e I I I. Secção foram inspirados do site em baixo:

http://conselhosdecristo.blogspot.com/2011/09/o-homossexualismo-do-ponto-de-vista.html


I V. A opinião no meu blog sobre o homossexualismo

No tema Religião e Filosofia, no capítulo 12 Assuntos Controversos eu dou a minha opinião sobre o homossexualismo e outros assuntos controversos como o aborto, eutanásia etc

 http://religiao-filosofia.blogspot.com/2007/06/controvrsia-11.html

A. A Bíblia condena o homossexualismo

Portanto, segue em baixo a minha opinião sobre o homossexualismo que poderá encontrar no meu blog:

... com homem te não deitarás!
O homossexualismo é um tema complexo pois não é fácil criar legislação para reprovar este acto sexual.

"No entanto, é um acto que é claramente reprovado pela Bíblia - a Palavra de Deus".

A sodomia ou homossexualismo foi proibido por Moisés com pronunciamento de castigos, incluindo mesmo a morte:
 

Vemos em Levítico 18:22: "Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação".

Levítico 20:13 "Se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticaram coisa abominável; serão mortos; o seu sangue cairá sobre eles".


O Novo Testamento também condena a prática do homossexualismo como podemos ver nos textos em baixo:

Romanos 1:26-27 "porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza, e semelhantemente, também os seus varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram na sua sensualidade, uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza".

I Coríntios 6:9-10 "Não erreis: Nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão Reino de Deus."

O texto diz "Não erreis", vemos portanto que Deus requer uma vida reta da parte do homem e a lista citada acima, inclui também os que praticam o homosexualismo, que se não reconhecerem este pecado e arrependerem-se não herdarão o reino de Deus assim como os demais da lista.

I Timóteo 1:10 Também sabemos que a lei não foi feita para os justos, mas para os que praticam imoralidade sexual e os homossexuais, para os seqüestradores, para os mentirosos e os que juram falsamente; e para todo aquele que se opõe à sã doutrina.

Mas o homossexualismo não é só reprovado pela Bíblia, pois recebe também a reprovação da própria natureza - é um acto contre nature.

Embora seja muito difícil criar legislação para condenar a prática deste acto ou lidar com os direitos civis e sociais dos homossexuais, o legislador deveria manter algumas precauções: 

1. Não autorizar a legalização do casamento entre o mesmo sexo.

Eu iria afirmar que no mínimo o legislador não devia autorizar a legalização religiosa do casamento gay:

Ao se deparar com esse tipo de reflexão, grande parte das pessoas alega valores morais para se posicionar contra o casamento gay.
  
Para entender quais são os valores morais que fundamentam tal rejeição, é preciso olhar para a mais comum de suas origens: a religião. Todas as religiões, não só o cristianismo são contra o homossexualismo.

Um homem e uma mulher
Mas é também importante lembrar que neste momento a maior parte dos movimentos em defesa do casamento gay não pede autorização para o matrimônio religioso. Aliás, nessa área, as doutrinas e religiões deviam continuar a serem livres para estabelecer as regras que bem entender segundo os seus credos religiosos.

Normalmente, os movimentos em defesa do casamento gay, luta apenas pela autorização do casamento civil, aquele reconhecido pelo Estado e que, por sermos um país laico, eles pensam que deve passar ao largo das convicções religiosas da população.

Mas voltando ao domínio religioso. Todas as grandes religiões monoteístas rejeitam a homossexualidade. O Islamismo, judaísmo e o cristianismo consideram-no um acto contra nature "antinatural".


No Levítico, a Bíblia afirma que "se um homem dormir com outro homem como se fosse uma mulher, ambos cometeram uma coisa abominável. Serão punidos de morte...".

Para incrementar a rejeição ao homossexualismo as igrejas ainda consideram que o casamento é uma união de amor entre homens e mulheres, para toda vida e com o objetivo de procriar e educar as crianças.

Portanto, um casamento gay é incapaz de cumprir inteiramente a missão natural do casamento

Desta forma, estamos a ver que o casamento gay do ponto de vista moral e religioso é completamente reprovável. 

Do ponto vista político devia exigir no mínimo a opinião de toda a sociedade através de um referendum, no que diz respeito ao casamento civil gay.

Mas no que diz respeito ao casamento religioso gay, este assunto nunca deveria chegar a um ponto em que as Igrejas já não poderão assumir as suas convições religiosas e serão forçadas pelo Estado a efectuar o casamento relgioso gay.

Desta forma, em nome dos direitos humanos e da descriminação social, as Igrejas perderão por sua vez os seus direitos relgiosos e serão descriminadas e punidas pela lei do Estado, caso se neguem a efectuar o casamento gay.

Este perigo poderá acontecer nos países europeus, pois vemos que as Igrejas estão a perder o direito à livre expressão e de terem os seus credos religiosos, devido a uma forte Estatização do Estado que através de leis procura controlar todos os sectores da sociedades incluindo aqueles que envolvem fé, consciência e moralidade.

2. Não autorizar a adopção de crianças por casais do mesmo sexo.

Porque isto irá roubar o direito à criança de escolher conscientemente ter como pais um casal, e não um casal de homossexuais ou lésbicas, como também pode roubar-lhe o direito de seguir a sua sexualidade natural.

Além disso, a criança corre o risco muito sério de vir a ser estigmatizada, pois culturalmente vai ser diferente à maioria das outras crianças que têm um pai e uma mãe.


3. Não permitir que seja legalizada a lei que quer abolir o género sexual,

Cedendo a teorias radicais que querem substituir o conceito dos dois sexos, por um conceito que considere as diversas sexualidades.

Génesis 1:27 “E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou”.


Penso que no mínimo os legisladores deviam ter em consideração os três aspectos em cima citados ao lidarem com legislação que envolva a liberdade dos gays.

B. Razões que podem estar atrás do homossexualismo

Eles não sabem pedir ajuda...
As diversas causas que conduzem as pessoas ao homossexualismo são complexas. Não pretendo aqui dizer que é um assunto fácil quando procuramos encontrar as causas.

No entanto, eu acredito que por aquilo que tenho estudado sobre o assunto e por aquilo que tenho observado no meu relacionamento com adolescentes e jovens, visto ter estado envolvido 35 anos no trabalho pastoral, que cerca de 75% dos casos as causas não são inatas, ou seja não são físicas ou mentais.

Portanto, as causas são adquiridas e surgem na maior parte dos casos  do relacionamento que as crianças e jovens vão tendo com os diversos factores que constituem a vida e também do relacionamento desajustado com os pais, educadores e amigos e outros intervenientes na vida deles.

75% fica em silêncio...
Quantas vezes não temos visto na televisão, homossexuais que têm denunciado aqueles que abusaram deles em Colégios e noutras Instituições e identificam esses abusos como a causa para o comportamento homossexual deles?

Quantos familiares e educadores, infelizmente, não abusam de crianças e adolescentes a seu cargo?

Alguns destes maus relacionamentos, dos quais muitas vezes envolvem o abuso sexual, levam mais tarde os jovens, rapazes e raparigas, a se tornarem homossexuais ou lésbicas.
Dá pena, pois no caso do abuso sexual, as vítimas inocentes não se sabem defender, nem denunciar e na maior parte das vezes guardam silêncio e não podem portanto ser ajudadas.

Se dominar a língua inglesa e quiser conhecer melhor mais algumas das causas pode clicar no site em baixo e consultar  o post Understanding Homosexuality no meu Blog na língua inglesa.

http://viriatomartins-religionphilosophy.blogspot.co.uk/2011/08/understanding-homosexuality.html


V. Conselhos para os homossexuais
 
É bom frisar aqui que Deus não odiava a pessoa em si, mas sim a prática homossexual. Mas, embora Deus "não tenha prazer na morte do ímpio" Ezequiel 33:11 e queira salvar o ímpio, sabemos que ele está debaixo de condenação se não abandonar este pecado, ou outro pecado qualquer, pedindo perdão a Deus e arrependendo-se do mesmo. 

João 3:16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 17 Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. 18 Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus

Segue em baixo alguns conselhos e a seguir um apelo ao arrependimento e à oração:

1. Não fique indignado por Deus condenar a prática do homossexualismo. 

2. Não use a Palavra de Deus para justificar esta prática. 

3. Não endureça o seu coração ao saber que deve arrepender-se deste pecado.  

4. Entregue a sua vida a Jesus, pois ninguém te ama como Ele.

5. Peça perdão a Deus e arrependa-se da prática do homosexualismo.

6. Não tente deixar a prática sozinho, recorra a Deus e peça a Ele forças.  

7. Peça ajuda a homossexuais, mas que foram livres pelo Poder de Deus.

8. Se os pais não aceitam, não os odeie, eles o amam, mas não sabem expressar

9. Procure uma igreja para ser edificado pela Palavra de Deus.

Se concorda com estes pontos convido a fazer a oração em baixo:

Meu Deus e Pai

Perdoa-me Ó Deus!
Eu reconheço que fiz mal e que tenho cometi este pecado que Tu condenas na Tua Palavra. Sinto-me triste e sinceramente arrependido.

Eu dou-te graças porque o Senhor Jesus pagou todos os meus pecados ao morrer na cruz por mim, incluindo este pecado também. 

Eu sei que o seu sangue precioso me pode purificar completamente.

Eu te peço que me perdoes os meus pecados e me dês a Vida Eterna. 

Entra agora na minha vida ó Deus e ajuda-me a viver completamente para ti.

Tudo isto te peço em nome do nosso Senhor Jesus Cristo. Amém



Pode ler o meu post sobre Pornografia, em inglês. Faço propaganda a um folheto muito bom:

What does the Bible say about pornography?


Sem comentários: