quarta-feira, 21 de Março de 2012

A Maçonaria

A Maçonaria é uma associação religiosa secreta, pouco se sabe sobre esta associação e, por isso, fazem-se muitas perguntas:

Porque é a Maçonaria uma sociedade tão secreta? Porque são os seus membros escolhidos a dedo e muitos deles são ricos ou são pessoas muito influentes dentro da sociedade? É a Maçonaria uma verdadeira sociedade de paz, fraternidade e igualdade?
Deus ou o diabo?

É verdade que a Maçonaria é uma sociedade muito fechada, antiga e influente, com abrangência mundial e determinante nas decisões em diversos setores da sociedade. Mas, será que ser fechado (hermético), antigo e influente faz de uma associação uma “Seita Satânica"?

Procurar responder a estas perguntas e a outras perguntas e dúvidas que as pessoas colocam sobre a Maçonaria é o principal tema deste post.                                                                                                                  
                                                                                                                              
I. Analisando a Maçonaria do ponto vista religioso                                                                                                       
A. A Maçonaria é uma associação religiosa

Devo desde já salientar que na Maçonaria as pessoas admitidas como membros de uma Loja devem ser homens, sendo vedada a admissão de mulheres.

No entanto o tema das mulheres e a Maçonaria é complexo e sem uma explicação fácil. Tradicionalmente, só os homens podem ser maçons através da Maçonaria Regular. Muitas das Grandes Lojas, não admitem mulheres, porque eles acreditam que isso iria quebrar os antigos Landmarks.

No entanto, existem muitos corpos maçónicos não-predominantes, que admitem mulheres e homens ou exclusivamente mulheres. Além disso, existem muitas Ordens femininas associadas com a Maçonaria regular, como a Ordem das mulheres maçons, a Ordem da Estrela do Oriente, a Ordem de Amaranth, Santuário Branco de Jerusalém, a Ordem Social de Beauceant, Filhas do Nilo.

Por tudo o que ouvimos, parece que a Maçonaria enquanto associação de pessoas com objetivos comuns, não é diferente a qualquer outra associação e mesmo até aquele aspecto secreto é interpretado por muitos como sendo simplesmente uma sociedade anónima, como muitas outras e não forçosamente uma sociedade secreta.

Uma mistura de religiões!
Porém, não podemos esquecer que a Maçonaria não é uma sociedade comercial, mas sim uma associação que está ligada ao facto religioso e, por isso, quando analisamos a Maçonaria do ponto vista religioso, começamos a ficar confrontados com questões muito sérias e que não são poucas.

É claro que quando dizemos que a Maçonaria é uma associação religiosa, não estamos a dizer que é uma Instituição ou denominação religiosa.

Estamos a dizer sim que a Maçonaria, embora não exiga que os seus membros estejam filiados a uma Instituição religiosa ou religião específica, exige que os seus candidatos e membros acreditem num ser Supremo.

Desta forma, devido a esta exigência e a outros aspectos que estão directamente ou indirectamente ligados ao facto religioso, a Maçonaria queiramos ou não gira à volta de questões religiosas.

Por exemplo, nas lojas, as reuniões começam sempre com uma oração feita ao Ser Supremo. Aliás todas as cerimónias maçónicas de qualquer grau, evocam a oração ao "Supremo Arquitecto do Universo".

É deste prisma religioso que vamos analisar a Maçonaria. Eu vou procurar fazer uma análise à luz da Bíblia, procurando dar uma ideia do que é a Maçonaria, quais os seus objectivos aparentes e os seus motivos ulteriores que eu acredito que existem e também vamos ver se é correcto um cristão tornar-se maçónico.

Por aquilo que conhecemos da Maçonaria podemos chegar à conclusão que a Maçonaria é de facto uma sociedade religiosa, mas, do meu ponto de vista, eu acho que a sua filosofia religiosa é muito subtil e com grande potencial para enganar pessoas bem intencionadas de todas as religiões.

Eu acho que por esta citação em baixo nós podemos ver quão subtil é a Maçonaria:

"Se a Maçonaria fosse simplesmente uma Instituição Religiosa, o judeu e o muçulumano, o brâmane e o budista não poderiam consciensciosamente participar da sua 'iluminação', mas a universalidade é a sua exaltação, por isso, em seu altar homens de todas as religiões podem ajoelhar-se. Na sua crença, discípulos de qualquer Fé podem alistar-se".

Será que o leitor consegue ver por esta citação que a Maçonaria de uma forma muito subtil tem o objectivo de fazer com que homens de todas as crenças sejam colocados debaixo do seu altar?

Saliento aqui que alguns dizem que há membros da Maçonaria que são agnósticos e ateus. É possível, mas por tudo o que tenho lido, mesmo em sites a defender a Maçonaria, os seus membros podem não estar afiliados a uma Instituição Religiosa ou religião específica, mas devem no mínimo acreditar no Ser Supremo, que na Maçonaria é chamado de "Supremo Arquitecto do Universo"

B. É uma associação religiosa aberta a todas as religiões

Do meu ponto de vista, eu acho que esta abertura a todas as religiões funciona como uma armadilha. Quando alguém de uma religião qualquer cai nesta armadilha bem montada, e se torna um maçónico, ele ficará invevitavelmente debaixo de uma filosofia religiosa, cujo aparelho hierárquico muito rigoroso, o simbolismo, sinais e palavras passes muito fortes e o seu secretismo inviolável, dominará os aprendizados através da sugestão, mentira, medo, chantagem, manipulação e sedução.

Pode crer que é muito difícil alguém tornar-se maçónico, pois a candidatura é muito exigente e demorada, mas mais difícil ainda é alguém que ao sentir-se manipulado, abusado e seduzido querer deixar de ser macónico.

Aberta a todas as religiões
É precisamente este rigor que domina os seus membros, pessoas de muitas religiões, que faz da Maçonaria uma sociedade religiosa muito poderosa, embora eles digam que não são uma instituição religiosa. Só posso dizer que a Maçonaria possui crenças bem definidas e uma forte estrutura hierárquica e como já disse em cima os membros devem acreditar no "Supremo Arquitecto do Universo".

Pode ver mais abaixo as 33 funções ou graus da Maçonaria que posicionam os seus membros dentro de uma estrutura hierárquica muito rígida. Além disso o poder da sua simbologia é muito influente também, substituindo no fundo a influência que poderão ter as crenças religiosas dos seus membros.

Note o rigor da Maçonaria, no exemplo que dou a seguir:

O candidato a membro tem que ser proposto por um maçon e mesmo assim, leva pelo menos dois anos para ser aceite e tornar-se num maçon, pois é um processo longo e demorado, em que o candidato para ser aceite tem que preencher um quadro de condições muito rígidas.

Um outro exemplo onde vemos grande rigor, são nas celebrações nas lojas, onde os ritos e os princípios de hierarquia e simbolismo são muito fortes e influentes.

Nas celebrações cada um tem uma função definida, de acordo com o seu posto na entidade.  Há muitos postos como poderão ver em baixo.

Há uma abertura solene, na qual entram os aprendizes, os companheiros e os mestres, seguidos pelo venerável mestre, a quem cabe dirigir a sessão. A seguir há uma oração solene ao Grande Arquitecto do Universo, em que se ora pelos familiares, amigos e pela reunião e depois então segue-se a ordem dos assuntos que são tratados também de forma rígida, não debaixo dos princípios de qualquer crença religiosa, mas sempre debaixo do altar da Maçonaria.

E para dizer verdade, a filosofia religiosa da Maçonaria, embora tenha um lado religioso muito rígido, o seu lado político e comercial é muito forte, pois a fome de poder político e económico está por detrás de toda a estrutura filosófica e organizacional da Maçonaria.

A Maçonaria não quer parecer uma instituição religiosa e, por isso, convida gente de todas as religiões a tornarem-se parte dela, mas afinal a Maçonaria acaba por ser mesmo uma instituição universal detentora de uma filosofia religiosa muito rigorosa e que é imposta a todos os seus maçons.                                              
                                                                                                                                   I I. Aspectos da Maçonaria a serem considerados pelos cristãos.

A. A Maçonaria e os seus membros.

1. A obrigatoriedade de que o membro tenha alguma religião.

Na Maçonaria o membro tem que ter algum tipo de religião, seja ela qual for. Este ajuntamento de religiões diferentes, por si só, já é visto do ponto vista cristão como uma atitude contrária ao ensinamento da Bíblia, pois Cristo assume-se na Bíblia como a única avenida religiosa, ou seja, o único Salvador:

Mateus 10:7-14 "Eu sou a porta das ovelhas ...se alguém entrar por mim salvar-se-á". Depois ele explica porque é o único que pode salvar, no v 14: "Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas"

2. O maçon compromete-se a manter o segredo sobre a Instituição

O maçon compromete-se a manter o segredo sobre a Instituição e deve defender os seus membros a qualquer custo. Mas, muitas vezes ao procurar manter este segredo e defender os seus membros, os maçons são induzidos a passar por cima de muitos valores sociais e passar por cima de princípios morais e espirituais defendidos pela Bíblia, como por exemplo, a mentira é muito utilizado nos meios maçónicos.

Os maçons que estão em graus mais altos utilizam muito a sugestão, mentira, medo, chantagem e a manipulação para manter debaixo do controle da organização os que pertencem aos graus mais baixos.

Handbook of Masonry, Page 183: You must conceal all crimes of your brother Masons...and should you be summoned as a witness against a brother Mason be always sure to shield him...It may be perjury to do this, it is true, but you're keeping your obligations. 

Livro maçónico de mão, Página 183: Tens que encobrir todos os crimes do teu irmão maçónico...e se tiveres que testemunhar num processo que envolve um irmão, tens que protegê-lo sempre. Isto pode parecer injusto e pervesão da justiça, mas fazendo isto estás a cunprir as tuas obrigações.  

Se o leitor fizer uma busca na Internet irá ver que eu não sou o único a falar disto. Aliás, muitos comentários nest post são resultado de muita investigação feita na internet a respeito da Maçonaria.        
                                                                                                                                  3. Para a Maçonaria as religiões são "caminhos" que levam a Deus                                                    
Para a Maçonaria todas as religiões são "caminhos" que levam a Deus, embora os membros não possam dominar as celebrações maçónicas com as suas práticas ou ensinos religiosos ligados às suas religiões, visto a as celebrações maçónicas obedecerem ao ritual e credo maçónico previamente estabelecido pela associação.

Os membros são secretos  
Deste modo os maçons aceitam a religião uns dos outros, e não devem aproveitar as celebrações para tentarem influenciar os outros com a sua religião.

Mas isto vai contra o mandamento de Cristo que se apresenta como sendo o único "caminho que leva a Deus" João 14:6 e comissionou os seus seguidores para proclamar o Evangelho "a toda a criatura e fazer discípulos de todas as nações" Marcos 28:19-20. Quem se converter a Cristo deve seguir somente a Cristo.

A Bíblia não dá espaço para o sincretismo religioso aceite pela Maçonaria e que vemos em nossos dias até mesmo em algumas denominações cristãs. É este sincretismo religioso que ensina que todas as "religiões levam a Deus" que está afinal na origem da religião do "new age", a religião da nova idade, que tem influenciado todo o mundo religioso dos nossos dias.

B. Simbolismo e ligações com diversos cultos e crenças

1. O simbolismo da Maçonaria

O simbolismo da Maçonaria é completamente contrário às diretrizes bíblicas. A Maçonaria é basicamente representada de forma simbólica e, muitos destes símbolos pertenceram às religiões do Antigo Egito, tais como “Olho de Hórus”, “Obeliscos”, etc.

Não há dúvidas que estes simbolismos fazem a Maçonaria cair em interpretações religiosas muito exageradas que favorecem o obscurantismo desta associação.

12 sinais reconhecidos da maçonaria
O simbolismo maçom é inserido subliminarmente em diversos programas televisivos e em algumas partes de certas revistas e jornais e, inclusive, alguns destes programas e partes destas revistas e jornais apresentam uma religiosidade obscura relacionada à Maçonaria.

Por essa razão, os cristãos devem examinar tudo o que leiem ou veem à luz da Palavra de Deus, pedindo o discernimento do Espírito Santo de Deus para lidar com aquilo que veem na televisão ou ouvem na radio, ou vejam em revistas e jornais.

2. A ligação da Maçonaria com outros cultos

A Maçonaria está ligada a muitos cultos e alguns destes cultos são satânicos.

E isto porquê? Porque tratando de uma congregação de pessoas que podem ter a inclinação religiosa que quiser, não podemos desconsiderar a possibilidade de haver satanistas maçons, da mesma forma que possam existir satanistas em diversos outros lugares além da Maçonaria.

Há muita sedução diabólica mesmo dentro de Igrejas cristãs que afinal se assemelha a forma de sedução que é utilizada na Maçonaria para afastar as pessoas da Bíblia e de Cristo.

Não é de admiarar que hajam pessoas que se dizem cristãs e se tornem macónicas, rebaixando desta forma o Cristianismo!
                                                                                                                                   3. As crenças e práticas envolvidas na Maçonaria

Nos rituais maçons são utilizados: cabala, astrologia, numerologia e oculto.

Desta forma a Bíblia não é considerada a única regra de conduta e de fé, e os cultos maçons envolvem crenças e práticas pagãs e ocultas que a Bíblia condena.

4. O sincretismo que a Maçonaria faz de Deus

O sincretismo que fazem de Deus, identificando-o mesmo com Om, o deus do sol dos egípcios. Para a maçonaria qualquer religião leva o homem a Deus.

E isto vai completamente contra o ensinamento bíblico.

5. Na Maçonaria Jesus Cristo é apenas o fundador de uma religião

Par a Maçonaria Jesus Cristo é apenas o fundador de uma religião.

Mas, na Bíblia, Jesus Cristo é apresentado como sendo o Filho de Deus e o único salvador do mundo.

6. A Maçonaria evoca muitos santos e deuses.

A Maçonaria evocam muitos santos e deuses.

E isto vai também contra o ensinamento bíblico.

                                                                                                                                  I I I. O qué a Maçonaria

A. Resumo Histórico da Maçonaria

Tudo parece indicar que a Maçonaria no seu formato moderno foi oficialmente fundada em 1717, quando um grupo de antigos maçons na tentativa de perserver esta associação ou movimento, decidiu encontrar-se em Londres para formar a Grande Loja. Desta forma estes três homens decidiram negociar a unificação das quatro lojas em Londres numa única loja - a Grande Loja.


Em 1930 já havia 100 lojas na Inglaterra e Wales debaixo da Grande Loja que começaram a espalhar-se pela Europa, América do Norte e Índia. É claro que esta Grande loja teve rivais, mas mais tarde já em 1809, as duas Grande lojas rivais uniram-se e a Maçonaria continuou a sua expansão por todo o mundo

A Grande Loja formada a partir de algumas lutas entre as lojas rivais, chamado por muitos da Grande Loja Mãe deu início à Maçonaria no seu formato moderno, que entretanto é claro tem vindo a sofrer algumas alterações até aos nossos dias.

Mas, podemos perguntar, quais foram as suas origens?

Alguns historiadores afirmam provir a Maçonaria dos antigos mistérios pagãos religiosos do velho Egito e da antiga Grécia. Outros admitem que ela tenha se originado por ocasião da cons­trução do templo de Jerusalém, no reinado de Salomão, rei dos israelitas (1082-975 a.C), e apontam como fundador, Hiram Abif, suposta arquiteto do citado templo.

É por essa razão que muitos pensam que a Maçonaria no seu formato moderno tem as suas origens na idade média em que grupos de maçons já daqueles tempos aprendiam nas suas lojas sinais e palavras secretas. Por sua vez estes grupos medievais tinham as suas origens em grupos mais antigos.

No entanto muitos escritores maçons, porém, é de opinião que a Maçonaria deve sua origem e existência a uma confraria de pe­dreiros, criada por Numa, em 715 a.C, que viajava pela Europa e mais tarde construiu basílicas. Com o passar dos tempos, porém, essa sociedade perdeu o seu caráter primitivo e muitas pessoas estranhas à arquitetura nela foram admitidas.

Deixo este comentário de um leitor do blog: "Ainda não acabei de ler o artigo todo... Mas existem fortes indicações de que a maçonaria surgiu com aparecimento do estilo arquitectónico gótico. Durante essa altura, os pedreiros começaram a ser contratados pessoalmente pelo estilo de arabescos que esculpiam e começaram cada vez a serem melhor pagos e como tal a tornarem-se uma figura mais importante que um simples operário. A maçonaria supostamente surje aí (muito provavelmente sem todo as suas crenças e rituais) como uma espécie de sindicato dos pedreiros que defende os seus interesses. Daí os aventais que são usados nos rituais da maçonaria".

Neste  caso, se este leitor está certo, as crenças e rituais foram pouco a pouco sendo associadas ao tal sindicato dando origem à Maçonaria tal como a conhecemos hoje, uma sociedade secreta que certamente gira à volta do facto religioso, pois todos os seus membros têm que acreditar no "Arquicteto Supremo do Universo", independentemente dos seus credos religiosos.

B. A maçonaria alega buscar a verdade, a moralidade e a Solidariedade Fraternal

A Maçonaria alega ter como objetivo a busca da Verdade, o estudo da Moral e da Solidariedade Fraternal.

Diz trabalhar para o aperfeiçoamento moral, intelectual e social da humanidade, a fim de que os seus componentes sejam mais felizes ou menos sofredo­res, graças a uma maior compreensão mútua, pela prática constan­te da Fraternidade.

Tem por princípio a tolerância e o respeito recíprocos, sem impor dogmas ou exigir subserviência espiritual, concedendo aos seus adeptos amplo direito de pensar e discutir livremente. Con­sidera as concepções metafísicas como sendo de domínio exclu­sivo da apreciação individual dos seus membros, não admitindo afirmações dogmáticas que não possam ser debatidas racional­mente.

Tem por divisa "Liberdade", "Igualdade" e "Fraternidade", e por lema "Justiça", "Verdade" e "Trabalho".

C. Os seus seguidores devem devotar-se à prática do bem

Os seus compo­nentes devem esforçar-se para se aprimorarem espiritualmente, devotando-se à prática do bem, sem ostentação; não por vaidade, e sim como imperioso dever de solidariedade humana. Auxiliar o próximo não é um favor e sim o cumprimento de um dever. O maçom trai o seu juramento quando perde uma oportunidade de praticar o bem. O que para muitos "profanos" é um ato meritório, para o maçom é um dever imperioso, sagrado.

A Maçonaria considera seu principal dever estender a toda a humanidade os laços fraternais que unem os maçons dos diversos ritos dispersos pela superfície do Globo. Recomenda aos seus adep­tos a propaganda pela palavra oral, pela escrita e pelo exemplo de seus ensinamentos, sem distinção de raça, nacionalidade ou reli­gião. O essencial é que o homem creia; que acredite em um Ser Supremo.

Se o indivíduo é ateu, é um descrente; cumpre ao maçom mostrar-lhe o caminho da crença, fazer-lhe ver que não podemos viver sem ter confiança, sem acreditar em um Ser Supremo, Deus, um Deus bondoso, perfeito, justiceiro, que sabe perdoar.

Os maçons têm por dever, em todas as circunstâncias da vida, ajudar, esclarecer e proteger os seus irmãos, defendendo-os contra as injustiças dos homens. Embora haja vários ritos na Maçonaria, um maçom deve tratar fraternalmente outro maçom como irmãos que são, sem procurar inteirar-se do seu rito, ou da obediência a que pertence. Considera o trabalho como um dos deveres essenci­ais do homem honrado, tanto o manual como o intelectual.

D. Símbolos da maçonaria

Apesar da aceitação de pessoas estranhas à arquitetura, a Maçonaria utiliza instrumentos da arte de construir como símbolos, dentro da entidade. Entre os instrumentos da simbologia maçônica, destacam-se: o compasso, a régua, o esqua­dro, o nível, o prumo, o escopo, o malhete, a alavanca e tantos outros usados pelos mestres da arquitetura.

O esquadro significa a necessidade de o maçom afastar-se de tudo aquilo que esteja em desacordo com a
compasso, esquadro...
Sabedoria, Força e Beleza, palavras de grande significado dentro do vocabulário maçônico. Significa, que o maçom deve regular a sua conduta e ações, sobretudo como tributo ao supremo Grande Arquiteto do Universo, que os maçons dizem ser Deus.

O nível ensina que todos os maçons são da mesma origem, ramos de um só tronco e participantes da mesma essência.

O prumo é o critério da retidão moral e da verdade, que ensi­na o maçom a marchar, desviando-se da inveja, da perversidade e da injustiça.

Segundo a orientação maçônica, todos os maçons têm o dever de ensinar e praticar essas virtudes, e outras mais, conforme a ori­entação dos mestres da Maçonaria.

E. A Trilogia Maçônica

Sabedoria, Força e Beleza são três palavras de efeito cabalístico no vocabulário maçônico. Formam como que uma tríplice virtu­de.

Segundo esta trilogia, o maçom precisa levar em consideração a Sabedoria, para conduzi-lo em seus projetos; a Força, para sustentá-lo em suas dificuldades; e a Beleza, para revelar a delica­deza dos sentimentos nobres e fraternais do verdadeiro maçom.

F. Os 33 graus da Maçonaria

Estou a falr aqui do Rito Escocês, o mesmo que domina a maçonaria inglesa, francesa e latino-americana, aonde está incluída a brasileira. A figura em baixo representa os degraus do conhecimento da Maçonaria. Podem ver por esta figura como a Hierarquia é tão importante e domina completamente as celebrações e crenças dentro das lojas dos maçons.

Às vezes, estão no topo da hierarquia pessoas com altas funções dentro da sociedade: presidentes, ministros, reis, rainhas e mesmo bispos influentes e homens muito ricos e influentes na esconomia de certos paises. Há rumores que existe uma loja no Buckingham Palace in England, mas muitos dizem que a família real não está contente por isso!?

O aprendizado maçónico está dividido por etapas. Cada etapa é desenvolvida numa câmara própria, com seus respectivos graus. Há lojas simbólicas - 1º ao 3º grau; lojas de perfeição - 4º ao 14º grau; Capítulos - 15º ao 18º grau; Conselhos de Kadosch -19º ao 30º grau; Consistórios - 31º ao 32º; Supremo Conselho - 33ª grau.

Podemos ver em baixo os 33 graus.

Aprendiz, Companheiro, Mestre Mestre Secreto - Mestre Perfeito - Secretário Íntimo - Intendente dos Edifícios - Mestre em Israel - Eleito dos Nove - Ilustre eleito dos Quinze - Sublime cavalheiro Eleito - Grão mestre Arquitecto - Real Arco - Grande Eleito - Cavaleiro do Oriente - Grande Conselho - Cavaleiro do Oriente e do Ocidente - Soberano Príncipe Rosa-Cruz - Grande Pontífice - Venerável Grão Mestre - - Cavaleiro prussiano ou noaquita - Cavaleiro Real Machado, ou Príncipe do Lìbano - Chefe do Tabernáculo - Príncipe do Tabernáculo - Cavaleiro da Serpente de Bronze - Escoçês Trinitário ou Príncipe de Mercy - Grande Comemndador do Templo - Cavaleiro do Sol ou Sublime Eleito da Verdade - Grande Escoçês de Santo André da Escócia - Grão Mestre da Lus, Grande Inquisitor, Cavaleiro Kadosh, Cavaleiro da Água Branca, ou Cavaleiro da Águia Branca e Negra, Grande Juiz Comemdador ou Inspetor Comemndador, Sublime Príncipe do Real Segredo. Soberano Inspector- Geral.

G. Porque a Maçonaria não inicia mulheres?

Tendo evoluído da Maçonaria Operativa que erguia templos no período da construção de catedrais, a Maçonaria adotou a antiga regulamentação que provia o seguinte: "As pessoas admitidas como membros de uma Loja devem ser homens bons e de princípios virtuosos, nascidos livres de idade madura, sem vínculos que o privem de pensar livremente, sendo vedada a admissão de mulheres assim como homens de comportamento duvidoso ou imoral."

No entanto o tema das mulheres e a Maçonaria é complexo e sem uma explicação fácil. Tradicionalmente, só os homens podem ser maçons através da Maçonaria Regular. Muitas das Grandes Lojas, não admitem mulheres, porque eles acreditam que isso iria quebrar os antigos Landmarks.

No entanto, existem muitos corpos maçónicos não-predominantes, que admitem mulheres e homens ou exclusivamente mulheres. Além disso, existem muitas Ordens femininas associadas com a Maçonaria regular, como a Ordem das mulheres maçons, a Ordem da Estrela do Oriente, a Ordem de Amaranth, Santuário Branco de Jerusalém, a Ordem Social de Beauceant, Filhas do Nilo.

Não quero descriminar aqui os homossexuais. Mas não é estranho que a Maçonaria aceite homossexuais e coloque tanta oposição à admissão de mulheres? Além de querer descriminar o sexo feminino parece manter alguns interesses estranhos. Há muitos testemunhos de pessoas que garantem que a Maçonaria tem muito ligação com a Pedofolia, ou que pelo menos arguidos ligados a casos de pedofolia são maçónicos.

Podem procurar na internet a ligação da Maçonaria, Opus Dei e outras sociedades secretas tiveram com o caso da pedofolia da Casa Pia. Foi sempre muito estranho, como certos juízes eram afastados do processo e colocados outros nos seus lugares. E, os seus arguidos principais permanecem em liberdade e ainda vão pedir indemnização ao Estado.

Enfim, tudo isto para dizer somente que é muito estranho que a Maçonaria coloque tanta oposição à admissão de mulheres, mas não tem a mesma atitude com os homossexuais, antes pelo contrário tudo parece indicar que estes são priviligiados.

Sexo ligado aos símbolos!
H. A Maçonaria e o ato sexual

A Maçonaria representa e glorifica o ato sexual em muitos dos seus símbolos, exactamente como você poderia esperar de qualquer grupo satanista.

Um estudo dos 'significados mais profundos' de muitos símbolos prova que a Maçonaria é satânica.

Por exemplo, irá ver sexo integrado na cruz e na coroa, sexo no Arco-Íris maçónico, sexo no malhete que é representado de cabeça para baixo, sexo no Templo Maçónico - e na Romã.

Mas, pode consultar este site para saber mais sobre isto e compreender como o ato sexual está incluído de forma satânica em muitos símbolos maçónicos. Em alguns símbolos aparece como uma autêntica abominação. A Maçonaria é de facto satânica.

http://www.tabernaculonet.com.br/luz.php?facho=t00451

I. Sinais, cumprimentos e palavra secretas da Maçonaria

Muitos dizem que os maçons podem ser identificados pela forma como se cumprimentam,  por palavras passes que dizem uns aos outros etc.

Há políticos e outras identidades que por vezes são identificados como maçons, pela forma como se cumprimentam. Outros dizem que eles podem ser identificados pela forma como assinam, se sentam e dão o aperto de mão.

Mas há quem diga que tem que se ser maçon para se conhecer estes sinais.

Podem consultar listas de maçons na internet, mesmo na wikipedia, mas não sei se se estas listas correspondem a verdade!?

No site em baixo pode ver mais sobre os sinais da maçonaria 

http://www.whale.to/b/12_masonic_signs.html


I V. Os verdadeiros objetivos da Maçonaria

Quando lemos sobre os verdadeiros objectivos da Maçonaria, é que compreendemos quão subtil e enganadora  é a Maçonaria. Para algúem que não conheça a Bíblia, parece que a Maçonaria defende princípios verdadeiros e bons para a humanidade.

Mas, o problema é o que está por detrás disto tudo. É isto que eu estou a tentar mostrar, que a Maçonaria é uma filosofia religiosa que parece abraçar o "bem" mas há muitos interesses sociais, políticos e económicos por detrás da Maçonaria e vista do ponto vista cristão a Maçonaria também afasta as pessoas da Bíblia e de Cristo.

Vamos ver quais são os verdadeiros objectivos da Maçonaria:

A. A Maçonaria proclama uma auto-salvação

A Maçonaria faz parte das 10 sociedades secretas mais conhecidas do mundo. É uma sociedade secreta e ritualística, que possui cerca de cinco milhões de membros em todo o mundo.

A Maçonaria e a salvação!?
É uma sociedade que proclama uma auto-salvação, ou seja as pessoas são salvas ao observarem os princípios da Maçonaria, independentemente de qualquer que seja a sua religião.

Parece que podemos dizer que proclamando uma salvação através da prática do bem, a Maçonaria coloca-se imediatamente à margem da Bíblia, que proclama uma salvação única e exclusivamente através da obra redentora de Cristo.

Segundo a Bíblia ninguém pode salvar-se através das obras de caridade tanto enfatizado pela Maçonaria.

Efésios 2:8-9 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus, não vem das obras, para que ninguém se glorie.

É portanto uma sociedade pagã quando é anali­sada à luz das Escrituras Sagradas. Ainda que não seja uma igreja ou denominação, constitui-se num movimento religioso sincretista muito perigoso.

É claro que a Maçonaria que foi oficialmente fundada em 1717 tem vindo a mudar alguns dos seu princípios ao longo dos seus trezentos anos de existência, como aliás acontece com qualquer associação antiga.

B. A maçonaria não é simplesmente uma associação?

É a maçonaria simplesmente uma associação de pessoas que procura praticar o bem em diversos níveis da sociedade, ou é uma associação de inspiração diabólica cujo o intento principal é o de atingir interesses sociais, políticos e económicos e o de afastar as pessoas de Deus, mais precisamente de Jesus Cristo?

O lobo com pele de cordeiro!
Para poder responder a esta pergunta terei que dizer em primeiro lugar, que a Maçonaria é uma associação religiosa sincrestista formada por pessoas de todas as tendências e credos religiosos. Para se ser maçon só precisamos de seguir uma religião ou credo religioso qualquer e estar disposto a fazer bem.

Logo por aqui vemos que a Maçonaria entra em directo confronto com a Bíblia que afirma que Jesus Cristo é o único caminho para Deus.

João 14:6 "Disse-lhes Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida: Ninguém vem ao Pai, senão por mim".

Atos 4:12 "E em nenhum outro há salvação, porque também, debaixo do céu, nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devemos ser salvos".

O Cristianismo não é de maneira nenhuma contra a prática do bem, mas revela que as verdadeiras obras feitas para a glória de Deus e não para a glória do homem, só serão possíveis depois do homem reconhecer que é um pecador e entregar-se a Jesus Cristo, o salvador do mundo, que na cruz do calvário deu a sua vida pelos nossos pecados.

Efésios 2:8-9 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus, não vem das obras, para que ninguém se glorie. Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus, para as boas obras as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

Notem bem: a salvação feita pelo homem, como ensina a Maçonaria, é para a glória do homem. Mas ninguém vai poder gloriar-se das suas boas obras diante de Deus, porque somos salvos unicamente pela obra redentora de Cristo. Depois de salvos é Cristo que nos faz entrar nas boas obras que Deus tem preparado para nós, os crentes.

C. A Maçonaria não confessa a Jesus Cristo como salvador

Portanto a Maçonaria não confessa a Jesus Cristo como salvador e Deus. Desta forma, o Deus da Maçonaria não é o deus verdadeiro.

A Maçonaria não confessa Cristo como Salvador...
Pretendo a Maçonaria ser uma religião, mas não confessando o Deus verdadeiro, que é revelado na Bíblia nas pessoas do Pai, Filho e Espírito Santo, nós podemos declarar à luz da Bíblia que a Maçonaria não é mais do que uma Religião pagã e idólatra

O caminho de Salvação por obras ensinado pela Maçonaria é representado por uma escada.

Assim diz a Enciclopédia Maçônica:

"Esta escada é um símbolo de progresso. Os seus três primeiros degraus a Fé, a Esperança e a Caridade, mostram-nos os meios como avançamos da terra para o céu, da morte para a vida, do mortal para o imortal, o seu pé colocado no andar térreo da Loja Maçónica, a qual é o tipo do mundo e seu cume a Loja, a qual é símbolo do Céu" Pag 361

D. Os seguidores da maçonaria são secretos

Os maçons são secretos. Ou seja, os seus nomes não são divulgados. Além disso os não-maçons não podem assistir às celebrações nas lojas, pois os seus locais são reservados unicamente aos maçons.

Há alguns que dizem, que não podemos chamar a Maçonaria uma sociedade secreta, mas simplesmente anónima, comparando a Maçonaria a tantas sociedades anónimas que há por aí. Ainda dizem que é a religião cristã e o Estado que chama à Maçonaria uma sociedade secreta, mas que de facto isto não é verdade.

Mas a primeira questão que tem que ser levantada é que a Maçonaria, não é um sociedade desportiva, comercial ou política. A Maçonaria é antes uma sociedade religiosa que diz acreditar em Deus e que ensina a prática das obras e proclama uma auto-salvação se o macónico pôr em prática os princípios macónicos aprendidos na maçonaria.

Desta forma podemos perguntar, sendo a Maçonaria uma sociedade religiosa, que exige que as pessoas tenham uma crença religiosa qualquer, qual é o objectivo ou o motivo verdadeiro que está por detrás da regra que não permite que os maçons se dêm a conhecer?

Que outra instituição religiosa que conhecemos ensina os seus membros a manterem-se secretos ou anónimos?

Eu penso que há motivos ulteriores por detrás deste secretismo ou anonimato, que iremos procurar salientar a seguir.

E. Os motivos ulteriores da Maçonaria para manter o secretismo

1. Apresentar-se como sociedade fraternal é uma fachada da Maçonaria

As pessoas podem pensar que os objectivos da Maçonaria é a solidariedade fraternal e a prática do bem, mas embora aparentemente isto pareça ser verdade, quando aprofundamos estão começamos a notar que as pessoas que estão envolvidas na Maçonaria andam à procura do poder político e do ganho comercial.

A Maçonaria pretende involver conhecimentos que estão divididos em três degraus ou etapas, nomeadamente conhecimentos de moralidade, escondidos em alegorias e ilustrados por símbolos. A Maçonaria pretende que este conhecimento espiritual está para além da compreensão humana e por isso tem que ser mantido secreto.

As palavras passes e símbolos que conduzem a estes conhecimentos não podem ser revelados, a não ser aos maçons conforme vão subindo dentro das diversas etapas do aprendizado.

Desta forma o aprendizado maçónico está dividido por etapas. Cada etapa é desenvolvida numa câmara própria, com seus respectivos graus. Há lojas simbólicas - 1º ao 3º grau; lojas de perfeição - 4º ao 14º grau; Capítulos - 15º ao 18º grau; Conselhos de Kadosch -19º ao 30º grau; Consistórios - 31º ao 32º; Supremo Conselho - 33ª grau.

O conhecimento adquirido em cada um destes degraus ou etapas deve ser mantido de uma forma altamente secreta. É por essa razão que muitos pensam que a Maçonaria tem as suas origens na idade média em que grupos de maçons já daquele tempo aprendiam nas suas lojas sinais e palavras secretas. Por sua vez estes grupos medievais tinham as suas origens em grupos mais antigos.

É destes grupos medievais e antigos que vem a Maçonaria moderna, que entretanto continua a guardar esta mesma filosofia de manter em segredo o conhecimento adquirido nestes três degraus da evolução do aprendizado.

Embora a maçonaria pretenda que este conhecimento é benéfico para toda a humanidade e por isso abriu este conhecimento a pessoas de todas as religiões, é mais do que sabido que a Maçonaria tem como motivo ulterior a abertura de oportunidades à manipulação política e comercial.

Desta forma a Maçonaria é uma ordem ou associação religiosa que é controlada por pessoas que não querem servir, mas querem sim ser servidos, por causa das suas ambições egoístas na busca de poder, dinheiro e outros interesses obscuros.

A maçonaria é à luz da Bíblia uma falsa religião que afasta o homem da Bíblia e de Deus.

Desta forma, é mais uma sedução religiosa e diabólica, muito subtil, pois defende alguns princípios que aparentemente parecem bons, mas que por final afastam as pessoas da salvação providenciada única e exclusivamente através de Jesus Cristo.

2. O que está por detrás da não admissão das mulheres

Não quero descriminar aqui os homossexuais. Mas não é estranho que a Maçonaria aceite homossexuais e não aceite mulheres? Além de descriminar o sexo feminino parece manter alguns interesses estranhos. Há muitos testemunhos de pessoas que garantem que a Maçonaria tem muito ligação com a Pedofolia, ou que pelo menos arguidos ligados a casos de pedofolia são maçónicos.

Podem procurar na internet a ligação da Maçonaria, Opus Dei e outras sociedades secretas tiveram com o caso da pedofolia da Casa Pia.

Enfim, tudo isto para dizer somente que é muito estranho que a Maçonaria não aceite mulheres, pois não quer o envolvimento delas na sociedade, aceitando somente homens, sem descriminar os homossexuais.

O que estará por detrás desta sociedade de homens?

No entanto, embora a mulher não seja admitida pela maçonaria regular, há acesso das mulheres à maçonaria e há ordens de mulheres envolvidas na maçonaria, mas deverá ver isto na internet.

3. A Maçonaria trata de assuntos que são muitos secretos.

Vamos supor que é verdade o que muitos dizem na internet sobre a ligação da Maçonaria, Opus Dei e outras sociedades secretas tiveram com o caso da pedofolia da Casa Pia. Pode ser verdade ou não, mas é um facto que foi sempre muito estranho, como certos juízes eram afastados do processo e colocados outros nos seus lugares. E, os seus arguidos principais permanecem em liberdade e ainda vão pedir indemnização ao Estado.

Mas mesmo que a Maçonaria, ou alguns dos seus membros mais poderosos, não tivessem tido nenhum envolvimento com o caso da Casa Pia, parece que é a Maçonaria está muito envolvida em casos obscuros de natureza política, económica e moral, que precisam de ser tratados debaixo de um alto secretismo.

Não podemos ser cegos. Por alguma razão a Maçonaria é uma sociedade secreta e os seus membros têm que se manter secretos. De certeza que não podem ser boas as razões para uma associação religiosa manter tão alto secretismo.

Nas lojas da Maçonaria de graus mais elevados são discutidos e decididos questões de grande influência a nível político, económico, religioso e moral dentro das sociedades.

É por isso que há graus, ou degraus, e os degraus mais altos só membros de muita confiança e de grande influência podem atingir.

A Maçonaria possui um aparelho muito bem organizado através da sua hierarquia muito rígida e secreta, da sua simbologia muito influente e dos seus gestos e palavras passes secretas, que fazem que nas suas lojas sejam decididas muitas coisas que se passam a nossa volta em diversas áreas da sociedade.

4. Serão maçons as personagens mencionados em baixo, ou não?

Eu não posso dizer que é verdade o que dizem das personagens nomeadas em baixo. Por essa razão, vou limitar-me a colocar em baixo os respectivos sites que o leitor poderá analisar e até fazer outras buscas para ver se de facto esta informação corresponde a verdade ou não.

Maçons ou não!?
Mas, contudo, posso repetir o seguinte: há homens muito influentes na sociedade envolvidos com a Maçonaria e posso dizer também que em algumas lojas da Maçonaria de grau mais alto, são discutidos e decididos assuntos muito importantes de natureza política, religiosa e económica que determinam total ou parcialmente  muitas coisas que  se passam à nossa volta.

Há certamente questões de alta importância que precisam de ser mantidas debaixo de um alto secretismo.

Não é por nada que a Maçonaria é uma sociedade altamente secreta, composta por muitas pessoas importantes, onde talvez nunca ninguém irá conhecer ao certo tudo o que o seu secretismo pode albergar, nem os próprios maçons de grau mais alto devem estar a par de tudo o que é decidido pela Maçonaria a nível universal.

A Maçonaria é uma associação universal, por essa razão deve ser muito difícil os responsáveis de topo desta sociedade secreta controlarem tudo o que se passa e que se decide em todas as lojas maçónicas.
                                                                                                                            President Barak Hussein Obama
http://www.masonicinfo.com/obama.htm
Presidente George Bush
http://www.espada.eti.br/n2001.asp
Testemunho do ex-maçon grau 33 - pastor Stefani Saad:
sobre pastores evangélicos maçons
http://www.youtube.com/watch?v=SO3crMJPo9Y&feature=related
Gerry and Kate MacCanns
http://gerrymccan-abuseofpower-humanrights.blogspot.co.uk/
                                                                                                                          
                                                                                                                                    V . Pode um cristão fazer parte da Maçonaria? 
                                                                                                                                    Em 1 João 4:1 encontramos este mandamento para todos os cristãos:

"Amados, não deis crédito a qualquer espírito, antes provai os espírito se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora."

Assim vemos que qualquer ensino religioso que não se conforme com as Escrituras Sagradas é falso, provêm de espíritos enganadores que utilizam falsos profetas para propagar tais ensinos.

Para um cristão fazer parte da Maçonaria terá que desobedecer à Bíblia e a Cristo.

Para isto, basta pensamos no juramento que alguém tem que fazer para se tornar um membro, juramento este que contradiz completamente o seu compromisso com Cristo, caso a pessoa que jura pretender ser cristã.

Basta ver somente um dos juramentos para perceber que este juramento compromete completamente o compromisso que alguém possa ter com a Bíblia e com Cristo.

"Eu fulano de tal .............. juro e prometo, de minha livre e espontânea vontade, sem constrangimento ou coação, sob minha honra e segundo os preceitos de minha religião, em presença do supremo arquitecto do universo, que é Deus, e perante esta assembleia de Mmçons, solene e sinceramente jamais revelar os mistérios, símbolos ou alegorias que me forem explicados e que forem confiados, senão a um maçon regular. Se eu faltar a este juramento, ainda mesmo com medo da morte, desde o momento em que cometa tal crime, seja declarado infame sacrilégio para com Deus e desonrado para com os homens. Amém".

R.A.Torrey disse uma vez ‘Não entendo como um crente inteligente e consagrado possa pertencer a uma sociedade secreta. É uma óbvia desobediência ao mandado específico de Deus em I I Coríntios 6:14-18

Eu pessoalmente penso que se um cristão pertencer a uma sociedade secreta qualquer, ele deixa de seguir o que está escrito em Mateus 5:14-16.

"Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaio do alqueire, mas no veledor e dá luz a todos os que estão em casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus"

Filipenses 2:15 diz que no meio desta gereção perversa, "devemos resplandecer como astros no mundo".

Os crentes são chamados a viver diante dos homens, não às escondidas, e a revelar a toda a gentes as verdades reveladas na Bíblia, como sendo astros que do firmamento fazem resplandecer a sua luz sobre o mundo.


V I. Testemunhos de pessoas que deixaram a maçonaria
                                                                                                                            Testemunho do famoso teólogo Charles G. Finney:
http://www.militarcristao.com.br/estudos.php?acao=texto&id=493&pagina=0
Testemunho do pastor Stefani Saad:
http://www.youtube.com/watch?v=SO3crMJPo9Y&feature=related


V I I. Gostaria de entregar a sua vida a Deus.

Se ao ler este post reconheceu que precisa de pedir perdão a Deus pelos seus pecados, colocando a Fé em Jesus Cristo, reconhecendo-o como seu Salvador Pessoal desta dorma receber a Vida Eterna, pode fazer com toda a sua sinceridade a oração em baixo:

Meu Deus e Pai

Perdoa-me Ó Deus!
Eu reconheço que sou um pecador  e sinto-me triste e sinceramente arrependido por todos os pecados que cometi. Eu dou-te graças porque o Senhor Jesus pagou todos os meus pecados ao morrer na cruz por mim. 

Eu peço-te que me perdoes os meus pecados e me dês a Vida Eterna e obrigado pois eu sei que o Seu sangue precioso me pode purificar completamente de todos os meus pecados

Entra agora na minha vida ó Deus e ajuda-me a viver completamente para ti.

Tudo isto te peço em nome do nosso Senhor Jesus Cristo. Amém


V I I I. Sites anexos

Embora este post sobre a maçonaria seja da minha autoria, eu utilizei alguns sites na sua construção:

http://palavradaverdade.com/print2.php?codigo=2817

http://www.google.co.uk/imgres?hl=en&biw=1024&bih=653&tbm=isch&tbnid=Uo4V6_N7JpuThM:&imgrefurl=http://midiailluminati.blogspot.com/2011/01/maconaria-trevas-ou-luz.html&docid=DdzOIMW5RTdCcM&imgurl=http://lh4.ggpht.com/_nHNAYHTZpbY/TSsVxW1j90I/AAAAAAAACg8/XkoTYV1i9lQ/Maonaria104.jpg&w=512&h=334&ei=gCGAT6P-MYPH8gO4zbGBBg&zoom=1

http://overlordsofchaos.com/html/freemasonry_.html

Se conhecer bem a língua inglesa, pode abrir o site em baixo sobre as 10 sociedades secretas, mais conhecidas do mundo:

http://www.toptenz.net/top-10-secret-societies.php


Presented in no particular order and with no guarantee of Masonic relevance, the Grand Lodge of British Columbia and Yukon assumes no responsibility for the contents of the following websites:

2 comentários:

Andre Farinha disse...

Bem... Ainda não acabei de ler o artigo todo... Mas existem fortes idicações de que a maçonaria surgiu com aparecimento do estilo arquitectónico gótico. Durante eesa haltura, os pedreiros começaram a ser contradados pessoalmente pelo estilo de arabescos esculpiam e começaram cada vez a serem melhor pagos e como tal a tornarem-se uma figura mais importante que um simples operário. A maçonaria supostamente surje aí (muito provavelmente sem todo as suas crenças e rituais) como uma espécie de sindicato dos pedreiros que defende os seus interesses. Daí os aventais que são usados nos rituais.

Anónimo disse...

Si você for estudar o Apocalipse do Apostolo João, você verá que no fim dos tempos virá o anticristo e irá impor uma religião universal, além de uma paz mundial. Isso tudo está cheirando muito a maçonaria, ainda mais que os maçons são pessoas respeitadas, centradas e como você disse influente, tudo que um antecristo precisaria para subir ao poder e impor uma religião universal e a paz mundial.
A maioria dos estudiosos diz que o anticristo viria do catolicismo mais os catolicos ainda são muito fechados para aceitarem todas as religiões. Já nisso a maçonaria já esta muito a frente.